segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Amor e Casamento

" Um bom Amor aos que já têm!
   Um bom encontro aos que procuram!
   E felicidades a todos nós."


O amor é um sentimento estranho.
A gente procura, quer,espera, deseja tanto.
E depois que acha , percebe que esteve ali perto o tempo todo.
Mas que agarrá-lo e mantê-lo, não é tarefa das mais nada fáceis.


Na verdade, amor já está em cada um de nós.
E, a gente só encontra no outro, quando se mostra disposto a conviver com muitos defeitos e  algumas qualidades, com uma pessoa de verdade, de carne e osso.
Disposto a aceitar ao próximo do jeitinho que ele se apresenta. Isso mesmo, porque o outro não é moldado ao nosso jeito.
E sim, ao jeito dele.
Da família dele, das suas influências, da sua história .
E, a gente não recebe um manual de instruções do parceiro.
Como também não dá um nosso. Thanks God!
Com nossas dicas, nossos segredos, manias,egoísmos, medos.

Quando se entra num relacionamento, se assina um pacto no qual se dispõe a seguir pela vida , descobrindo o outro e se revelando. Se despindo emocionalmente, se abrindo mesmo pra outra pessoa.
Tudo isso ao mesmo tempo! Uma via de mão dupla!Só funciona se for assim.

E a sensação que se tem ao desvendar cada pouquinho do companheiro é deliciosa. Como também é muito boa a de se entregar a alguém.A de facilitar o acesso, ou dar acesso livre, quem sabe.
Vem tudo junto, uma mistura de satisfação com medo.Não existe jeito ou fórmula segura.É se soltar, e confiar que terá alguém para te segurar.

É aos poucos, com pequenas pistas.
Tem que procurar, investigar, se interessar.
Interesse é a alma do negócio!
 E , aviso aos navegantes,claro, que ninguém entrega todo o jogo. Um mistério sempre há de existir.
Faz parte.
É saudável.
Dá mais graça.
E assim seguimos,vivendo um dia depois do outro,se permitindo,aprendendo,cedendo.

Aliás, ceder sempre.
Não gaste munição à toa.

Saiba que vai encontrar e ter que conviver com defeitos.
Escolha os intoleráveis para você.Escolha poucos.Pra que dificultar a vida?
E esses, não aceite em ninguém.

E com os outros defeitos?
O que fazer?
Contorne-os.Simplifique.Ignore.
Releve.Pense nos seus.
Lembre de você.Tão imperfeita também.
E deixe prá lá.

Não cogite, nem por um momento que só a sua casa têm defeitos.Todas têm.
O segredo está na importância que se dá a eles.

Minha dica?
Lupa nos momentos bons.
E, memória fraca para os não tão bons.

Até quando?
Tomara que seja para sempre.
Se não for,que seja até o dia em que a maioria dos seus momentos ainda sejam bons, e as crises sejam passageiras.
E   que dure enquanto você conseguir rir de tudo isso, sem mágoa.
Enquanto ainda olhe para o outro com amor, e enxergue nele uma importante parte da sua felicidade.

Mas,importante ressaltar, nunca dê a ninguém o poder de ser o responsável pela sua vida, suas conquistas e sua felicidade.
Isso aí meu bem, é tarefa sua.Só sua.

Viramos um casal, mas continuamos sendo dois!
Embarcamos juntos nessa viagem, mas minha bagagem pode deixar que eu carrego!
Um brinde ao nosso amor,parceiro!
E que seja eterno enquanto dure.
Como já dizia o poeta....

                                                          E seguem tão felizes!

2 comentários:

  1. Lo, o texto eh muito legal. Qtas verdades...Nada facil...Adorei.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Pode comentar!!!Venha prá berlinda também!



Pode demorar um pouco para seu comentário aparecer, pois ativei a moderação! Mas saiba que sua presença é muito importante por aqui.Beijos