quinta-feira, 2 de junho de 2011

Eu Moro Longe

Há dez anos eu optei por fazer residência médica em São Paulo.
Mal sabia o que o destino me reservava.
Na verdade, eu não sei se eu escolhi São Paulo.Ou se ela me escolheu.
O que eu sei, é que esta cidade exerceu um poder transformador tão grande em mim.
Aqui foi onde eu me descobri como pessoa, como mulher.Melhorei tanto minha auto-estima.Minha confiança em mim mesma.Aqui eu fiz amigos,trabalhei,vivi minha independencia.
E fiz meu lar.
Eu lembro de , numa das voltas de Salvador, o avião pousando em Congonhas,e eu pensando, cheguei em casa finalmente.
Não que eu não gostasse de Salvador, pelo contrário.É lá que mora minha família ,uma parte do meu coração está lá.
Mas aqui eu me encontrei.E eu precisava tanto disso.
Eu precisava sair, me perder, me afastar, me encontrar , pra só depois, me reencontrar comigo mesma e com minha família.
Precisava ser livre, voar, pra aí sim, valorizar o que eu sempre tive.
Não fiquei aqui pelo trabalho, ou pelo casamento.
A escolha do meu marido, veio depois de eu escolher minha cidade.
Eu fiz essa opção.
E isso é muito claro e reconfortante pra mim.


E hoje, eu vivo assim, na minha cidade, com o coração dividido, mas feliz pelas minhas escolhas.
Se eu sinto saudade? Sim .....e de tantas coisas
Mas é uma saudade gostosa e assunto para outro post.
beijos

2 comentários:

  1. Sei como é isso, Lorena. São caminhos que estavam marcados na trilha da sua vida. MAKTUB !!!

    ResponderExcluir

Pode comentar!!!Venha prá berlinda também!



Pode demorar um pouco para seu comentário aparecer, pois ativei a moderação! Mas saiba que sua presença é muito importante por aqui.Beijos